Saiba mais sobre a coluna
Hérnia de Disco Lombar

O que é?
A hérnia discal ocorre quando existe a protusão do núcleo do disco intervertebral através de rupturas em suas fibras. Essa saída do conteúdo do interior do disco, ou seja, essa hérnia de disco, pode causar uma compressão das raízes nervosas no canal vertebral ou gerar processos inflamatórios devido ao alto poder inflamatório causado nas estruturas nervosas. Estas lesões, conforme a localização em que se estabelecem, podem ser responsáveis pelos sintomas e sinais gerados pela hérnia de disco lombar, como lombalgia (dor lombar) e a conhecida “ciática”que é a dor irradiada para os membros inferiores. Após a ruptura do disco e do extravasamento de seu conteúdo, o disco intervertebral não tem regeneração. Portanto, cada ruptura compromete de forma crescente a estabilidade vertebral, agravando de forma progressiva as dores e incapacidades causadas pela doença.

.

Quais as causas?
A hérnia de disco é causada por uma ruptura das fibras externas do disco intervertebral, que provoca o deslocamento de seu núcleo até a extrusão do mesmo. Quando se instala a lesão do disco ocorre um subsequente processo inflamatório, ocasionando a dor. As causas das rupturas discais relacionam-se a traumatismos, a deformidades da coluna, rigidez corporal nos sedentários, obesidade, hipotonia e flacidez muscular. Os fatores psicológicos também contribuem para a instalação desses quadros, tais como depressão, estresse, etc.

Quais os sintomas?
As hérnias de disco apresentam sintomas como dor, parestesia e paresia, que são déficit da sensibilidades e do movimento em uma determinada região dos membros inferiores, associada ou não a dor nas costas.

.

Quais os tratamentos?
O tratamento tem o objetivo de restabelecer a estabilidade da coluna vertebral comprometida com a ruptura da estrutura discal e a descompressão dos nervos atingidos.
O tratamento na maioria das vezes pode ser conservador como repouso, bloqueio anestésico, uso de analgésicos e antiinflamatórios, calor, fisioterapia e reeducação através de exercícios corporais.
Raramente a cirurgia é indicada de forma urgente, como nos casos de dor intratável, piora dos sintomas neurológicos, e perda da capacidade de reter a urina. Geralmente deve-se tentar o tratamento não cirúrgico por no mínimo seis semanas antes da indicação da cirurgia.
Nos casos em que a cirurgia está indicada cada caso deve ser estudado individualmente. Existem hoje diversas técnicas e modalidades de tratamento da hérnia discal lombar, desde procedimentos chamados de minimamente invasivos até procedimentos maiores que envolvam a artrodese com fixação da coluna.

Como prevenir?
A prevenção da hérnia discal está relacionada à saúde corporal global. O paciente deve ser avaliado para verificar se existe alguma outra patologia associada da coluna, como escoliose, desgastes, artrose, etc.
Atividades aeróbicas como caminhadas, natação, corrida, etc. são indicadas para o condicionamento físico e conseqüente prevenção da hérnia de disco e da lombalgia.
O excesso de peso deve ser combatido assim como o tabagismo.

 

Home | Dr. Fernando | Coluna | Tratamentos | Dicas | Links | Fotos de convenções | Textos | Contato
© 2017 Dr.Fernando Gritsch Sanchis