Dicas importantes
Gravidez e Dor nas Costas

A dor nas costas é um sintoma presente em aproximadamente 80% da população em algum momento de suas vidas, seja ela em um episódio isolado ou repetitivo.
É comum as mulheres grávidas sentirem algum tipo de dor ou desconforto lombar, durante a gravidez e pós parto.
Vários fatores são responsáveis pelo aparecimento da dor nas costas nas gestantes,com o aumento do tamanho do feto e a frouxidão ligamentar, há um deslocamento do centro de gravidade para adiante e, conseqüentemente, há uma acomodação do eixo do equilíbrio, resultando no aumento da lordose lombar.
Esse aumento da lordose lombar leva a um desgaste das articulações intervertebrais, aumentando o risco do aparecimento de lesão do disco intervertebral e causar dor. Se essa discopatia (desgaste do disco por desidratação) não for prevenida ou tratada durante a gravidez, ela poderá se agravar no pós parto em virtude da fraqueza dos músculos abdominais e da sobrecarga física que os cuidados ao bebê impõe à mãe, gerando uma dor crônica, às vezes para o resto da vida.

COMO PREVENIR?
A adoção de posturas adequadas tanto ao sentar, repousar ou nas atividades do cotidiano são importantes para manter a integridade das estruturas da coluna vertebral, que no período da gravidez tornam-se frágeis e mais suscetíveis à traumas.
Exercícios leves de alongamento e condicionamento feitos a partir do quarto mês de gravidez, e sob supervisão médica, são importantes para manter a flexibilidade e condicionamento físico, prevenindo a dor nas costas, além de auxiliar no equilíbrio emocional e manter as condições físicas ideais da futura mamãe durante o período da gravidez.
A natação, hidroginástica ou simplesmente caminhar são atividades físicas que movimentam o corpo globalmente e são as atividades mais indicadas para serem exercitadas durante a gravidez e pós-parto.
O repouso e o relaxamento devem ser executados regularmente, pois a mulher grávida geralmente se sente mais cansada.

COMO TRATAR?
Se sentir dor ou desconforto nas costas, procure inicialmente seu médico obstetra ou ortopedista. Ele certamente indicará massagens (realizada por massoterapeuta habilitado) ou Fisioterapia, podendo essa última ser realizada em qualquer período da gravidez. Sob a supervisão de seu médico, o tratamento fisioterápico para a coluna pode ser feito com cuidado, nas seguintes modalidades: calor, alongamento de cadeias musculares, orientações posturais e ergonômicas.
O uso de cinta pode ajudar a suportar o peso do abdomem, diminuir a lordose lombar e consequentemente, diminuir a pressão sobre as articulações intervertebrais da coluna lombar, prevenindo a dor lombar ou auxiliando no seu tratamento.

PÓS PARTO
Após o período da gravidez, onde o corpo da grávida sofreu mudanças físicas e fisiológicas, a prática de atividades físicas pós-natal tem a finalidade de devolver à mulher, no menor espaço de tempo, a sua melhor condição física e estética, preparando-a para a sobrecarga física resultante das atividades de cuidado do bebê.
Os exercícios de alongamento, condicionamento e relaxamento, feitos de maneira progressiva, sob orientação médica e supervisionados por um fisioterapeuta e/ou professor de Educação Física são fundamentais para a recuperação física da mulher e prevenir lesões nas estruturas da coluna, que poderão resultar em dores crônicas.

 

Home | Dr. Fernando | Coluna | Tratamentos | Dicas | Links | Fotos de convenções | Textos | Contato
© 2017 Dr.Fernando Gritsch Sanchis