Novidades
 
MEDICINA INTERVENCIONISTA DA DOR VERTEBRAL

      A Medicina Intervencionista da Dor Vertebral é uma área da medicina, praticada por médicos Ortopedistas, Anestesistas e Neurocirurgiões com formação específica que tem por objetivo o diagnóstico e tratamento de dores agudas e crônicas, utilizando-se basicamente de técnicas minimamente invasivas e percutâneas (através da pele, sem cortes), através da colocação de agulhas, cateteres e eletrodos de radiofrequência. Os procedimentos são, em sua maioria, realizados com o auxílio de imagem radiológica em tempo real (Fluoroscopia), o que aumenta a sua segurança e principalmente a sua eficácia por atingirem o alvo da dor com precisão. A principal vantagem dessas intervenções é o baixo risco, oferecendo ao paciente rápida recuperação com importante melhora do quadro clínico.
      O paciente entra no Hospital ou clínica para realizar o procedimento Intervencionista da Dor Vertebral recebendo alta em poucos minutos ou horas!
As técnicas intervencionistas podem ser divididas em dois grupos principais. Alguns são apenas diagnósticos, ou seja, servem para determinar o alvo exato responsável pela dor. Saber com certeza a origem da dor é muitas vezes mais difícil que o próprio tratamento, mas é a condição fundamental para um tratamento adequado, ou seja, sem o diagnóstico correto da causa não é possível tratar!! Portanto, para determinados tipos de dor, como as dores crônicas na coluna, é uma ferramenta essencial para uma abordagem adequada. Muitas pessoas sofrem de dores há meses ou anos, passam por vários médicos de diferentes especialidades e outros profissionais de saúde e não conseguem saber a origem de suas dores, tendo muitas vezes diagnósticos diversos e conflitantes entre esses profissionais. Os métodos intervencionistas diagnósticos tem um papel importantíssimo nestes casos.
Outros procedimentos são terapêuticos, isto é, têm como objetivo tratar a dor. E isso pode ser feito de duas formas: através de neurolise, quando destruímos um nervo; ou através de neuromodulação quando fazemos com que os impulsos nervosos sejam conduzidos de maneira diferente, melhorando a dor sem destruir qualquer estrutura.
A técnica mais adequada depende do tipo da dor, e pode ser indicada isolada ou em conjunto com outras modalidades de tratamento, sejam medicamentos ou fisioterapia e acompanhamento psicológico. A abordagem multidisciplinar é a chave para a melhora da qualidade de vida do paciente, sendo a medicina intervencionista uma importante ferramenta desse arsenal.

Abaixo algumas das técnicas utilizadas para o diagnóstico e tratamento das dores vertebrais através de técnicas de bloqueios e radiofrequência:

- Bloqueios Epidurais Sacral, Interlaminar, Transforaminal e Infiltrações Intraarticulares;

- Bloqueios Peridurais com Corticóide;

- Bloqueios Facetários Lombares;

- Infiltração de Sacroilíaca

- Discografia Lombar

- Procedimentos Intradiscais

- Infiltrações para Dor Miofascial de Psoas, Quadrado Lombar e Piriforme;

- Neuroplastia Epidural Percutânea Caudal e Transforaminal

- Bloqueio Epidural Interlaminar Torácica e Cervical

- Denervação facetária Torácica;

- Denervação facetária cervical;

- Vertebroplastia e Cifoplastias;

 

Home | Dr. Fernando | Coluna | Tratamentos | Dicas | Links | Fotos de convenções | Textos | Contato
© 2017 Dr.Fernando Gritsch Sanchis