Novidades
 
ARTROPLASTIA DA COLUNA CERVICAL - PRESERVANDO O MOVIMENTO!!

As doenças da coluna vertebral a cada dia chamam mais a atenção da população, principalmente devido ao grande número de pessoas que sofrem de dores na coluna e da incapacidade e sofrimento que provocam.

Sabe-se que cerca de 80% dos indivíduos sofrem e/ou sofrerão de episódios de dores na coluna ao longo da vida, sendo cada vez mais comum a cronificação desses sintomas, ou seja, muitos de nós sofrem durante boa parte da vida com sintomas relacionados á patologias da coluna vertebral.
 
A coluna cervical, ou melhor, o “pescoço”, é uma das partes de nossa coluna que mais perturbam os pacientes, devido aos importantes sintomas que provocam e a consequente incapacidade para as atividades do dia-a-dia que a dor causa.
 
As principais causas de dores no pescoço e nos membros superiores são a Espondilodiscartrose (Discopatia degenerativa), hérnias de disco, protusões discais, “bicos de papagaio” com compressão da medula, fraturas, tumores, entre outras diversas causas. Entretanto, a enorme maioria dos pacientes que enfrentam dores crônicas na coluna cervical apresentam doenças degenerativas como a Discopatia e a Hérnia discal.
 
 
 
 

Desgaste da coluna - discopatia
Felizmente, mais de 95% das vezes, tratamentos simples como fisioterapias, Reeducação postural (RPG), Pillates, Hidroginástica, natação, uso de antinflamatórios e relaxantes musculares entre outras diversas técnicas e modalidades são suficientes para o controle dos sintomas. É claro que para o sucesso desses tratamento é necessário um grande comprometimento do paciente e do médico que o trata, para que os melhores resultados sejam alcançados.
 
 
 
 
Entretanto, alguns pacientes não terão uma melhora satisfatória e/ou aceitável com os tratamentos conservadores, seja pelo tratamento conservador mal conduzido ou pela própria evolução/avanço da doença. Nesses casos, poderá estar indicado algum procedimento cirúrgico.
 
A artroplastia ou prótese cervical é uma das grandes novidades para o tratamento de hérnias e/ou desgaste da coluna. Até pouco tempo, a artrodese (fixação com parafusos) era a opção mais utilizada, entretanto, o uso das próteses possibilitou uma cirurgia mais rápida, menos agressiva, com menores complicações e com média de 36hs de internação. Mas a principal vantagem em relação ao uso de parafusos é a não fixação e com a manutenção da mobilidade da coluna, uma das principais queixas do paciente que realiza a cirurgia de artrodese.
 
 
Artrodese da coluna cervical
A prótese cervical substitui o disco intervertebral gasto, mandendo a mobilidade do segmento doente o mais próximo possível da natural. Essa preservação do movimento deve-se ao fato de não existir fixação óssea com parafusos e placas, mas sim a utilização de componentes móveis.
 
Essa nova tecnologia é considerada a técnica preferida para casos selecionados nos grandes centros mundiais de cirurgia da coluna vertebral, principalmente devido aos excelentes resultados alcançados e a enorme satisfação dos pacientes que optam por essa técnica.
 

Artroplastia da coluna cervical – Mobilidade preservada
 
Entretanto, essa técnica devem ser indicada e utilizada de forma responsável e somente por profissionais qualificados e treinados, já que cada paciente apresenta uma patologia específica, que deve ser avaliada individualmente por profissional qualificado a fim de evitarmos resultados insatisfatórios.
 
É importante salientar que toda essa “modernidade” não é indicada para todos os pacientes e que as técnicas tradicionais tem seu espaço garantido por que também apresentam ótimos resultados quando corretamente indicadas e realizadas.
 

Home | Dr. Fernando | Coluna | Tratamentos | Dicas | Links | Fotos de convenções | Textos | Contato
© 2017 Dr.Fernando Gritsch Sanchis